O país infestado de Infestas

A Galiza é a terra dos mil rios, claro, mas também é a terra dos mil outeiros, picos, picotos ou picoutos, montes, costas, altos e cuíñas. Portanto, não é surpreendente a abundância na nossa geografia de dois topónimos: Infesta e Enfesta.

Os dicionários reúnem o adjetivo enfesto, -a como “[terreno] que tem muita inclinação e superfície irregular', e o substantivo enfesta como 'a parte mais alta de um terreno; costa que descende até um barranco '. Portanto, os locais chamados de (A) Enfesta ou (A) Infesta devem ser em locais elevados e inclinados.

Infesta é o nome de uma freguesia do concelho de Monterrei em Ourense e de Vilar de Infesta noutra do concelho de Redondela. É também o nome de um lugar em Pontecesures, Rois, San Cibrao das Viñas, Betanzos, Monforte, Vilalba e de dois no município de Cospeito. A Enfesta, por outro lado, era um antigo concelho que desde 1962 faz parte de Santiago de Compostela onde hoje se encontra a freguesia do mesmo nome, e é também o nome de uma localidade em Cabanas, Cerceda, Punxín e Ramirás. Existe também Vilar da Infesta, Leira Enfesta e muitos derivados como lugares menores, quintas, prados…

Quanto à sua origem, muitos autores apontam para o adjetivo INFESTUM com o significado de "hostil" ou «que causa dano", o infesto atual, aplicado preferencialmente a lanças e outras armas, daí o significado “levantado, direito”. Outros apontam para a raiz germânica first "cume de uma casa" e González de la Peña julga a existência de uma Via infesta com um significado semelhante ao de via lata um caminho direcionado para um ponto.

Seja como for, muitas das Infestas ou Enfestas encontram-se hoje em terrenos irregulares ou elevados ... Mas em que parte da Galiza não há?

Tamén che pode interesar...

Anllóns é o nome de uma das correntes fluviais mais conhecidas da Galiza e o principal rio da região de Bergantiños.…

Um século antes de os Estados Unidos experimentarem a corrida do ouro, do outro lado do mundo, em Betanzos, começou outra febre, a do…