Os nomes da nosa terra. Veigas de Camba

A toponímia assemelha-se aos seres vivos porque muitos dos nossos topónimos nascem, evoluem e também vêm a desaparecer. Na Galiza, muitas barragens foram construídas nas décadas de 60 e 70 que para além de terras, aldeias, experiências e sentimentos, também inundaram os seus nomes. No entanto, muitos destes topónimos que foram apagados da paisagem que identificaram sobrevivem graças às suas comunidades, às pessoas que lá viviam.

Este novo capítulo da série “Os nomes da nosa terra” é protagonizado por Domingo Martínez "O Ríos", que faleceu recentemente, um sábio que conhecia cada recanto da aldeia de Veigas de Camba e das terras que a circundavam. Contribuiu com a sua memória prodigiosa para preservar num mapa mais de 300 microtopónimos sepultados pela barragem das Portas, no município ourensano de Vilariño de Conso. Lamentamos a sua perda e queremos expressar a nossa admiração e respeito por pessoas como ele, que nos deixam um legado cultural e pessoal tão valioso. 

Também conheceremos Cristina e Raquel Fernández Fernández, descendentes da última família que abandonou esta aldeia inundada, que lançaram uma iniciativa para recolher a memória de Veigas de Camba e dos seus antepassados.

Tamén che pode interesar...

Trasancos é hoje o nome de uma freguesia de Narón e de outra do município vizinho de Ferrol, Santa Icía de…

Em Ponte Caldelas existe um castro junto à barragem de Eiras onde, em tempos remotos, viveu um habitante único: um gigante de longas…