A toponímia ganha destaque no VI Simpósio Monte Pindo

A toponímia ganha destaque no VI Simpósio Monte Pindo

Depois de dois anos interrompidos pela pandemia, o Simpósio Monte Pindo volta com entusiasmo renovados e uma programação onde a toponímia de Carnota é a protagonista. Organizado pela Associação Monte Pindo Parque Natural, o evento intitulado “À volta da toponímia” terá lugar no sábado dia 21 de maio nas instalações da Confraria de Pescadores do Pindo e trará a Carnota vários especialistas e estudiosos da temática da toponímia galega, tanto na sua vertente mais académica quanto no domínio da sociedade civil, essencial para a sua valorização e da qual a própria associação organizadora é uma grande referência.

O VI Simpósio Monte Pinto terá início às 10h30. A inauguração será feita por Xilberto Caamaño Beiro, presidente da Associação Monte Pindo Parque Natural, que dará lugar à primeira das palestras. Às 11h00, falará Modesto García Quintáns, grande conhecedor da história da região, que falará sobre a “Elaboração cartográfica do território na região”. 

Após o primeiro intervalo da manhã, às 12h15 será exibida uma peça audiovisual sobre Monte Pindo, que faz parte da série documental “Os nomes da nosa terra”, da Associação Sócio-Pedagógica Galega, dirigida por Antón Moure e conduzido por Fran Cañotas.

Após o documentário, Vicente Feijoo, coordenador técnico do Galicia Nomeada e membro do Seminário de Onomástica da Real Academia Galega, convidará os participantes a "Salvaguardar a microtoponímia com a app Galicia Nomeada", o projeto colaborativo lançado pela RAG e pela Junta da Galiza há pouco mais de dois anos. O dia de amanhã será encerrado com um colóquio.

Já à tarde, José Rodríguez Ramos, mais conhecido por Pepe do Fieiro, vai revelar aos presentes todos os segredos daquele que é conhecido como o Olimpo Celta: Pepe foi um dos últimos cabreiros autorizados a levar o seu gado para O Monte Pindo antes de ser interditado e ele conhece "até à última pedra e todos os seus pormenores, exceto onde os mouros guardaram o ouro".

A Pepe do Fieiro seguir-se-ão duas palestras: às 17h00, Martín Fernández Maceiras, do projeto Gaelaico, falará sobre a “Toponímia da Costa da Morte, Ézaro - Pindo”; e, às 17h45, será Alfonso Blanco Quintela, professor de Latim, quem fará uma palestra sobre «A toponímia do Monte Pindo: muito mais que pedras».

Chisco Fernández Naval dará uma nota poética através de um recital às 18h30 que servirá de prelúdio para a mesa-redonda que encerrará o simpósio às 19h00. Por fim, os gaiteiros das Pedras Miúdas darão os toques finais a este interessante dia.

Gostaríamos de felicitar a Associação Monte Pindo Parque Natural pela iniciativa e convidamos-vos a comparecerer para descobrir os segredos históricos e culturais que escondem os nomes do Pindo.
 

O Pindo

Tipos