Iván Sestay, há mais de três décadas a resgatar a nossa toponímia

Há mais de três décadas, um menino de apenas 8 anos pegou um caderninho e começou a anotar o que uma voz lhe ditava: "é A Cortiña dos Vimbios. Lá está O Tombo e ali, A Cortiña do Sol”. Sentada no muro que separava uma destas herdades, a avó indicava ao neto com a precisão de uma geógrafa todos os nomes das veigas vizinhas sem saber que estava a criar uma vocação que ainda hoje perdura. Chamava-se Otilia e era avó materna de Iván Sestay, o colaborador que até agora incluiu mais topónimos no Galicia Nomeada, mais de 9 000.

Pode-se dizer, então, que Iván Sestay dedicou toda a sua vida à recuperação da nossa toponímia tradicional. Conversando com marinheiros e agricultores, com qualquer que um que se cruza no seu caminho e sabe o nome do espaço que tem à sua frente, trata de tomar nota deste evanescente património imaterial de modo a salvá-lo e registar a sua existência. Por mais de 30 anos, foi feito com um caderno ou numa mapa, mas hoje utilizam as ferramentas oferecidas pelas novas tecnologias, especificamente a aplicação colaborativa Galicia Nomeada. São milhares as pessoas que Iván Sestay teve como informantes deste abundante e valioso património imaterial, mas nenhuma o marcou tanto quanto sua avó Otilia. 

Este trabalho incansável valeu-lhe no ano passado o Prémio Ignacio Cerviño à Recuperação e Promoção do Património atribuído anualmente pela Câmara Municipal de Cangas. Precisamente, é sobre este município que se debruçará a próxima obra de Iván Sestay, que prepara um livro com toda a sua toponímia que, segundo o próprio autor, terá cerca de 9.000 topónimos.

Mas esta não é a primeira obra toponímica de Iván Sestay; já publicou três livros sobre freguesias de Vigo, Toponimia do Val de Fragoso 4: Freixeiro e Sárdoma. Toponimia do Val de Fragoso: Lavadores, Toponimia do Val de Fragoso, Coia..
O Galicia Nomeada quer, através destas humildes linhas, agradecer tão imensa e inestimável obra, realizada altruisticamente por Iván Sestay; obra da qual todos os galegos continuarão a beneficiar, porque tem pensado continuar a contribuir com muitos mais microtopónimos. O nosso agradecimento e reconhecimento póstumo à avó Otília por deixar em herança para o Iván essa paixão que, estamos certos, fá-la-á muito feliz ali onde ela estiver.

Tamén che pode interesar...

As áreas da Igualdade e Cultura do Concelho de Allariz acabam de fazer a apresentação pública de um grande projeto…