Os quatro nomes da ponte de Ponteareas

“Galicia é o país dos dez mil ríos: uns grandes, outros medianos, outros pequenos, outros regatos que baixan desde os montes”, disse uma vez Álvaro Cunqueiro e tinha razão. Não há freguesia no país que não conte com vários cursos de água que desaguam e até definem a sua geografia. Os rios são de tal importância que não são poucos os concelhos e freguesias galegas batizados com as águas que os irrigam. Mas não menos importantes na nossa toponímia são as construções que servem para os atravessar: a ponte de Ponteareas é um exemplo.

Ponteareas é um topónimo aparentemente transparente, que qualquer leigo em onomástica pode esclarecer. É um composto formado por dois elementos, ponte e areas, substantivos muito comuns no galego atual. A única incógnita que pode apresentar é saber a que se refere o segundo elemento da construção, areas. Isto pode ser resolvido verificando a relação entre as freguesias deste concelho de Pontevedra: Areas é uma das freguesias que outrora esteve ligada pela ponte, embora hoje os limites paroquiais não coincidam. Este Areas refere-se a um local abundante em areia, neste caso, seguramente, produzida pelas cheias do rio Tea.

Ponteareas ou Ponte de Areas é o nome original da ponte que atravessa o rio Tea nestas terras e que acabou por dar nome a uma freguesia e a todo o concelho. Porém, não é o único nome que teve ou tem e graças a um artigo de Clodio González Pérez ficámos a saber doutros. A mais reconhecível é A Ponte dos Remedios, cuja origem está numa antiga capela com este nome, Os Remedios, sobre a qual foi erguida outra no final do século XX que ainda hoje se conserva. Esta denominação, A Ponte dos Remedios, acabou por batizar também a entidade populacional que se localiza nas suas imediações, conforme registo do Nomenclátor.

O terceiro dos nomes desta ponte é outro hagiotopónimo, A Ponte de San Roque, topónimo que se deve a uma pequena ermida com peto esmoleiro com esta vocação que se situa mesmo à entrada de uma das suas margens. Ao seu redor, cresceu recentemente um bairro que também é conhecido por este nome, o bairro de São Roque.

Finalmente, o quarto dos seus nomes começou a difundir-se em meados do século XIX: a poucos metros da capela dos Remédios foi construída uma nova ponte que hoje suporta a circulação rodoviária e faz parte do traçado da N-120 que liga Ponteareas a Vigo e Ourense Esta “ponte nova” fez com que a dos Remedios passasse a ser conhecida popularmente como A Ponte Vella

A Ponte Vella, A Ponte de San Roque, A Ponte dos Remedios ou A Ponte de Area, seja como for, não deixe de visitá-la se estiver em Ponteareas.
 

Tamén che pode interesar...

Trasancos é hoje o nome de uma freguesia de Narón e de outra do município vizinho de Ferrol, Santa Icía de…

Em Ponte Caldelas existe um castro junto à barragem de Eiras onde, em tempos remotos, viveu um habitante único: um gigante de longas…